...
top of page

Câncer de Pênis e de Próstata são temas da 3ª ação do Dia H da Saúde do Homem


Dando sequência às atividades da ação Dia H da Saúde do Homem, a Fundação Josué Montello realizou na tarde dessa quarta-feira (31) atividades com alunos da escola municipal Mário Andreazza, no bairro Liberdade, em São Luís. Cerca de 60 estudantes do 8º e 9º ano do ensino fundamental participaram de palestras sobre Câncer de Pênis, Câncer de Próstata e Prevenção ao uso de Drogas.


Para o adolescente Cláudio Silva Amorin (15), foi uma oportunidade de aprender sobre os cuidados necessários para prevenir o surgimento da doença e poder passar também essa informação para outras pessoas. “Os índices da doença são muito altos e a gente não tinha conhecimento disso. Agora, a gente sabe que pode ajudar a prevenir doenças como o câncer de pênis, por exemplo, com cuidados básicos como a nossa higiene pessoal”. Ressaltou.


Para a técnica de enfermagem do Trabalho Gildalia Mota, que proferiu as duas palestras sobre câncer, a ação teve um resultado muito positivo por despertar nos participantes a consciência para a prevenção e também a possibilidade que os mesmos apresentaram de disseminar as informações recebidas. “Foi um momento muito importante para todos em que informações importantes para a saúde do homem foi repassada de forma muito natural. Quando um participante de propõe a multiplicar espontaneamente aquilo de positivo que aprendeu é uma grande mostra que o processo está dando certo”, observou a palestrante.


Na próxima quarta-feira (7), a ação Dia H da Saúde do Homem terá seu quarto momento com jovens da Unidade Integrada Barbosa de Godóis, no bairro Monte Castelo.


O DIA H DA SAÚDE DO HOMEM - A proposta da ação é despertar no homem a necessidade de cuidados com a saúde. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que a possibilidade de morte entre homens é 4,5 vezes maior que em mulheres com a mesma idade, isso reflete diretamente no modo como o descaso que a população masculina tem com a sua saúde. Isso está relacionado diretamente à falta de educação e às resistências e estereótipos criados que impedem que o homem se reconheça com algum tipo de enfermidade.

O objetivo do Dia H é promover o conhecimento e incentivar a busca pelo atendimento de nível primário. O evento é realizado pela Fundação Josué Montello, por meio do projeto social Biti Orum, desenvolvido com crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social do bairro Liberdade e adjacentes.

137 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page